Animais

Você sabe como cuidar de um hamster?

Pin
Send
Share
Send
Send


Quando pensamos em um hamster como animal de companhia, só podemos ser sensíveis ao seu tamanho minúsculo e à sua aparência doce. Também é comum imaginar uma interação positiva. Até ele nos morder!

Há muitas pessoas que adotam este pequeno roedor sem estar bem informadas ou ter seu primeiro contato quando estão em casa. Então, se o hamster não foi bem socializado, eles recebem uma pequena mordida e, embora não doa, é óbvio que não é algo legal.

É importante ter uma atitude positiva com nosso novo hamster, mas como devemos agir diante de mordidas contínuas? Neste artigo de especialista em animais, vamos mostrar-lhe como evitar que meu hamster me mordaNão perca detalhes!

Por que os hamsters mordem?

Existem diferentes causas que podem causar a manifestação de um hamster comportamentos agressivos para os seres humanos, principalmente três: genética, socialização e aprendizagem. No entanto, os espécimes que sofrem dor ou doençaEles também podem morder ao tentar evitar a interação com seres humanos.

Os hamsters que têm pais exemplares que demonstram agressividade têm maior probabilidade de desenvolvê-lo como adultos. Mas também, um falta de socialização com pessoas nos primeiros estágios ou um má experiência vivido, também pode ser as razões que explicam por que um hamster morde.

Se você identificou a causa desse comportamento ou não, aqui estão algumas dicas básicas que você pode seguir para melhorar seu bem-estar e comportamento, fatores que melhorarão significativamente seu relacionamento e seu caráter.

Como fazer o seu hamster não morder?

É completamente compreensível que um hamster, ao chegar a um novo lar, não esteja predisposto a ser manipulado. Eles são animais independentes que provavelmente temem os seres humanos por causa de seu tamanho grande: são instintivos. Somos muito mais velhos do que eles e, claro, eles estão totalmente conscientes. No entanto, se usarmos o paciência e aprendemos a interagir positivamente Com eles, estaremos mais propensos a ganhar sua confiança e ter mais abordagens com eles.

Se o seu hamster roborowskii morde, você deve tentar melhorar o seu vínculo com ele, seguindo estes conselhos:

  • Durante os primeiros dias Você deve oferecer um ambiente calmo e estável para que você possa se acostumar com a nova casa sem estresse. Mesmo que você realmente queira tocá-lo e passar tempo com ele, é importante respeitar os tempos de adaptação.
  • Cuide do meio ambiente e prepare a gaiola para o seu hamster corretamente, certificando-se de que tem espaço suficiente, brinquedos e todos os acessórios necessários para desfrutar de um estado de bem-estar.
  • Não acorde seu hamster Quando estou dormindo É muito importante que o pequeno roedor seja capaz de nos associar de maneira positiva, por isso, se você o assustar, ele começará a temê-lo. Respeite suas horas de sono e interaja com ele somente quando estiver acordado.
  • Faça com que se acostume com a sua presença colocando comida dentro da gaiola e manuseando acessórios quando ele estiver dentro. No começo você não deve tocá-lo, apenas acostumá-lo a começar a tolerar a presença de sua mão na gaiola.
  • Faça-o mostrar interesse em você falando com ele em voz baixa, oferecendo-lhe pedaços de fruta recomendados para hamsters e respeitando o seu espaço sempre que ele fugir ou se esconder.
  • Faça aproximações graduais, isto é, não tente tomá-lo sem aviso prévio. É melhor que, pouco a pouco, você esteja fazendo aproximações com a mão para ficar mais acostumado a ela.

É importante notar que esse processo pode levar dias, semanas e até meses. Dependendo da causa que está causando a atitude agressiva do nosso hamster, podemos levar mais ou menos tempo. Em qualquer caso, ser paciente e agir de forma positiva e calma será a chave para resolvê-lo.

De onde os hamsters vêm?

Os hamsters são pequenos roedores da subfamília Cricetinae, originários da Ásia. O hamster comum vive na Europa e na Sibéria, causa danos à agricultura, o rato de cauda vem da Rússia e da China, o anão do leste da Ásia. O hamster mais difundido como animal doméstico e de laboratório é o dorado, que vem da Síria. Lá foi descoberto pelo naturalista Waterhouse em 1839.

Comportamento do hamster

Hamsters são animais noturnos, o que significa que eles dormem a maior parte do dia e é à noite que eles são mais ativos. Estes roedores são solitários e muito territoriais, na natureza eles só se juntam para acasalar. Existem algumas espécies como o hamster anão russo e chinês que podem ser colocados juntos, mas você tem que cuidar de viver juntos. A timidez também é uma característica de seu comportamento, antes que qualquer ruído ou sensação de ameaça os leve a se esconder.

Agora vamos analisar algumas atitudes para entender o comportamento dos hamsters:

Higiene:Quando um hamster é preparado, significa que ele se sente feliz e seguro. Ser flirty e pronto é parte de sua segurança. Pode não parecer comum, mas a sua higiene é parte do seu comportamento lambendo as pernas primeiro e depois o resto do corpo.

Bocejar e alongar:Você pode ver como o hamster boceja e estica seu corpo e membros. Pode não parecer extraordinário, mas esses comportamentos indicam que você se sente feliz e confortável com o ambiente e o habitat.

Marcação:Os hamsters são animais territoriais e gostam de marcar o seu espaço. Eles têm uma glândula na barriga e, assim, esfregam os objetos ou elementos do ambiente. Assim, registram sua presença permeando seu cheiro.

Sons: Eles emitem sons diferentes, como guinchar, assobio ou ruído rangendo os dentes. Quando um hamster emite guinchos, significa que está com medo ou agitado. É um comportamento normal, acontece quando você é levado para um novo ambiente e deixa de fazê-lo quando se acostuma ao seu novo habitat. Quando ele range os dentes, isso significa que ele é decretado e prefere a solidão. É aconselhável não tocá-lo porque poderia nos morder. Quando um hamster chia, significa que ele está com medo ou se sente ameaçado.

Morda as barras da gaiola: Quando um hamster rói as barras da gaiola, significa que ele está tentando chamar sua atenção. Para evitar roer as barras, você tem que dar algum objeto ou material para roer e isso não é irritante. Eles costumam roer sua gaiola à tarde / noite quando estão mais ativos e se sentem sozinhos.

Roer:É uma necessidade básica para hamsters. Ajuda-os a manter os dentes afastados, uma vez que nunca param de crescer. Se eles não roerem, os dentes crescem a ponto de causar doenças e sérios problemas dentários. Nós só temos que nos certificar de que as barras não estejam enferrujadas.

Escutando:Quando um hamster está sentado em suas patas traseiras, isso significa que há algo que chamou sua atenção. Eles colocam suas orelhas em cima para perceber o som ou os movimentos.

Morda suas mãos:O hamster pode ainda não ser domado ou sentir medo e reagir mordendo. Deve levar tempo para ele se acostumar com você. Muitas vezes, se você tiver terminado de comer ou tiver manipulado comida, pode haver restos, e se o hamster detectar comida, ele poderá morder você. Você tem que lavar as mãos antes e depois de acariciar o hamster.

O que os hamsters comem?

Hamsters devem sempre ter comida fresca e água à sua disposição. Encontramos muitos alimentos comerciais pré-fabricados, mas não deve ser sua única comida e podemos complementar a dieta com frutas e vegetais frescos. Eles também gostam muito de sementes, grãos, nozes e milho. Na natureza também comem insetos, sapos, lagartos e outros pequenos animais.

Sua dieta requer um alto teor de fibras, vitaminas, minerais e proteínas. Gorduras devido ao seu corpo não digerem facilmente, por isso o consumo excessivo não é recomendado.

Quanto ao alimento certo hamster podemos encontrar:

Sementes e cereales: Eles são muito importantes em sua dieta porque são uma fonte de carboidratos e fornecem fibras para uma boa digestão. Algumas sementes ou cereais recomendados são: soja, sementes de gergelim, sementes de abóbora, aveia, trigo, cevada, arroz, semente de linho. As sementes de milho e girassol podem causar alergias, portanto, observe sua reação e adicione-as ou remova-as de sua dieta.

Frutas: Eles são um complemento para dar como prêmio. Não abuse muito da fruta e inclua-a moderadamente, pois muito açúcar pode causar diabetes. Você tem que lavar as frutas e deixá-las repousar até depois de 2 minutos antes de dar. As frutas mais recomendadas são: maçã (sem sementes), banana, pêssego, pêra, ameixa, melão, morango, framboesa, damasco. Os hamsters anões de Campbell são propensos a diabetes, por isso não é aconselhável dar-lhes frutas e alimentos que contenham muitos açúcares.

Legumes ou vegetais: Embora os vegetais sejam necessários na dieta do hamster, devemos fornecê-los de forma moderada. Eles fornecem vitaminas essenciais, antioxidantes, minerais e fibras entre outros benefícios. Os melhores legumes para hamsters são ervilhas, espinafre, alface, cenoura, erva-doce, abobrinha e batata. Eles também podem comer couve-flor, pepino, espinafre, acelga, espargos, couve, milho espiga natural.

Proteína: Hamsters são onívoros, então eles precisam de comida que lhes dê proteína. Nem todos os tipos de proteínas são ideais para esses roedores. Não dê produtos preparados para seres humanos, pois eles contêm alto teor de sal e outros conservantes. Os mais adequados são as larvas de farinha, frango ou peru, bacalhau cozido sem pele ou ossos, ovo cozido, tofu, gafanhotos e grilos, queijo cottage com baixo teor de gordura. Alimentos especiais para hamsters comprados no veterinário também contém proteínas.

Frutos secos: Eles têm uma importante contribuição nutricional para hamsters. Frutos secos podem ser usados ​​como recompensa como ferramenta de treinamento. Uma dieta com uso excessivo de nozes fará com que você fique gordo e sofra de obesidade, com as consequentes doenças que isso acarreta. Avelãs, nozes, castanhas, passas, amendoim, tudo sem torrar ou sal são adequados. As amêndoas não são adequadas para consumo, pois contêm ácido cianídrico.

Em seguida, deixamos uma lista de alimentos que você não deve comer os hamsters:

Chocolate, doces, geléias, milho, ervilhas, cenouras, morangos

Frutas cítricas (tangerinas, laranjas, limas, limões)

Batatas fritas e batatas cruas

Produtos de carne de porco

Cebola, cebolinha, alho-poró, alho, salsa

Tomate cru e folhas de tomate

Sementes de uva e maçã

Melancia (contém muita água e causa diarréia)

Por que meu hamster me morde se eu não fiz isso antes?

Às vezes pode acontecer que, depois de ganhar a confiança de um hamster, ele comece a nos morder intencionalmente, embora ao mesmo tempo ele toque e se deixe manipular sem nenhum problema. O que as mordidas de hamster significam então?

Nestes casos, devemos descartar que é um causa orgânicaisto é, que nosso pequeno roedor nos morda devido a doença ou dor. Você pode palpar seu hamster gentilmente e gentilmente pressionar diferentes partes do corpo dele para descobrir se ele sente dor em algum ponto de seu corpo. Se sim, visite o veterinário exótico É obrigatório.

Por outro lado, também pode acontecer que o nosso hamster nos morde por meio de saudação. Nestes casos, vamos falar sobre uma mordida leve e, depois, o hamster vai agir normalmente antes de nossa presença, não vai tentar fugir ou se esconder.

Como agir quando o hamster nos morde?

Qualquer que seja a causa do comportamento agressivo, conheça alguns orientações básicas A condução será essencial para saber como evitar que o meu hamster me morda. Claro, durante os primeiros dias não devemos nos afastar ou retirar nossa mãoMesmo que a mordida tenha sido dolorosa, só assim você entenderá que a mordida não é uma ferramenta útil para nos afastarmos dela.

Mesmo assim, manipulá-lo enquanto nos mordemos não é uma boa opção, nem para nós nem para ele, já que aumentará os níveis de medo e ansiedade em nosso pequeno hamster. Em vez disso, devemos aprenda a educar o nosso hamster usando reforço positivo e punição negativa:

  • Reforço positivo: consiste em um comportamento recompensador que consideramos apropriado. Por exemplo, se nosso hamster mostrar algum interesse em nós, poderemos recompensá-lo toda vez que ele abordar nossa mão, dessa forma ele associará nossa presença e sua abordagem a prêmios, então teremos mais chances de repetir esse comportamento.
  • Punição negativa: consiste em remover algo legal de comportamento inadequado. Por exemplo, se estivermos brincando com nosso hamster no sofá e ele nos morder, nós o colocaremos de volta na gaiola e terminaremos o jogo.

Lembre-se que as associações não ocorrem imediatamente, elas são necessárias várias repetições de modo que o animal possa relacionar seu comportamento ao subseqüente reforço ou punição.

Métodos inadequados para corrigir mordidas

Algumas pessoas usam métodos errados e indesejáveis, como punição positiva, que não apenas eles não ajudam a melhorar a situação, mas também piorar. Aqui estão dois métodos inapropriados para corrigir um hamster:

  • Soprar no rosto do hamster quando ele morde: a priori pode parecer uma punição inofensiva, mas não é assim. Embora seja possível que ele associe a mordida a esses tipos de ações, a verdade é que ele também estará associando nossa presença a uma situação desagradável. Também aumenta os níveis de ansiedade e estresse, causando rejeição e medo em relação a nós.
  • Dê alguns golpes na cabeça: Como no caso anterior, essa "técnica" provoca uma má associação de nossa presença, desconforto e desconforto. Também não é positivo acertar um animal tão pequeno precisamente por causa de seu pequeno tamanho. Um excesso de força poderia machucá-lo.

Eles são muito crus

Furões são animais muito cru e exagerado e seus jogos são sempre baseados em brigas e mordidas, especialmente quando eles são jovens.

Eles também são animais de costumes hierárquicos Então, deixar claro quem é o chefe é um dos principais problemas deles, e eles aplicam tanto a sua forma de pedido quanto quando estão simplesmente jogando.

Os furões têm a pele muito dura, então eles quase não sentem dor com as mordidas que ficam em seus jogos e batalhas. Mas é claro que nós humanos não temos uma pele tão dura ...

Os furões sempre brincam para grudar e morder.

Outras dúvidas freqüentes

Para terminar, resolveremos algumas dúvidas frequentes que alguns proprietários se perguntam, não perdem detalhes:

  • O que acontece se um hamster russo te morde? A mordida de um hamster russo não é perigosa nem extremamente prejudicial. Você deve estar ciente de que hamsters podem morder de vez em quando, mas se você seguir nossas diretrizes, você pode resolvê-lo de forma eficaz.
  • Os hamsters podem transmitir alguma doença? Embora seja verdade que os roedores estão associados a doenças graves, como a raiva, a verdade é que um hamster doméstico tem poucas probabilidades>

Se você quiser ler mais artigos semelhantes a Como evitar que o meu hamster me morda?, recomendamos que você entre em nossa seção Problemas de comportamento.

Frustração

Furões são animais que eles não podem viver trancados Maior parte do tempo dele. Nós devemos deixá-los andar, correr e brincar em casa, além de tirá-los para um passeio. Se não levarmos em conta suas necessidades básicas, o furão ficará frustrado e começará a adotar uma caráter indescritível e agressivo onde a mordida é praticamente segurada.

Deixá-los andar e correr ao redor da casa (verificando se não há nada que possa prejudicá-los ou que possam ingerir) em breve terá quer descansar e vá dormir em qualquer canto (e eles podem dormir 18 horas!).

Devemos levar nossos furões para um passeio em áreas verdes.

Se o seu brinquedo desaparecer

Trata-se de uma característica engraçada mas é verdade ... devemos ter em mente que os furões são sobre pequenos ladrões. Se não fornecermos a eles um brinquedo que eles gostem, eles pegarão um objeto ou mais aleatoriamente e farão seu próprio e o esconderão em algum canto.

Se pegarmos esse objeto, pegamos e nosso furão vê que não é mais onde ele o deixou, ele provavelmente fica com raiva e tende a nos morder.

Ser ladrão vem da "família". Guaxinins também são amigos do estrangeiro e pertencem à família dos Procinídeos, o mais próximo da obrigação.

Forte ligação com o seu companheiro humano

O furão cria vocên ligação muito forte com a pessoa que cuida dele, de suas necessidades e de lhe dar carinho.

Este elo forte será benéfico para a pessoa que o furão respeita e ama ... mas não tanto para aqueles visitantes amigáveis ​​que vêm para saudar os pequenos e alongados olhos de mofo.

O furão mostrará suspeito de pessoas que você não conhece e você pode tentar mordê-los.

Os furões criam uma ligação muito forte com a pessoa que cuida de você.

Dicas e truques: O que fazer para que nosso ferret não morde?

As chaves para um furão parar de morder são semelhantes àquelas que aplicamos a um roedor. Nós devemos impor certas regras e, no último caso, uma punição que implica um pouco de isolamento.

Em nenhum caso devemos ser agressivos com o nosso furão, porque isso fará com que o furão fique com raiva ou com medo e não fará nenhum bem. Estes são algumas das coisas o que você pode fazer para seu furão não morde.

Toque no seu nariz

Dar três torneiras moles no nariz e alterne estes com os golpes Quando você tiver feito algo errado, também será muito útil e eficaz para parar de morder.

Alguns toques no nariz vão impedi-lo de morder.

Tire da dobra do pescoço

Agarrá-lo da dobra do pescoço seria o castigo que, descontroladamente, imporia sua mãe se isso se comportar mal uma criança. Desta forma vamos fazer o nosso furão relaxar e pare de fazer o que você está fazendo. Na verdade, pode até deixar você com sono. Agarrando a dobra do pescoço é algo semelhante a um "já basta”.

Repetir "não", "não que" ou "está errado"

Repita este tipo de palavras ou frases quando estamos aplicando qualquer um desses pedidos nos dará autoridade e fará com que o furão nos respeite mais.

Eles são dormentes! Porque eles gastam muita energia.

Não tenha medo

Ferrets são animais muito inteligentes e podemos detectar se estamos com medo e aproveitar a situação. Tenhamos em mente que eles adoram impor seu comando, então se eles perceberem que podem enviar, eles tentarão. Devemos ser respeitados e ensinados a eles que também enviamos para lá.

Isto também é aplicável para rouvintes que são nibbles por natureza (hamsters e ratos geralmente). Nesse caso, deixaremos de capturá-los sem nenhum arranhão, se o fizermos com segurança, para pegá-los desajeitadamente e dar mais uma mordida, se o fizermos com medo e sem tranquilidade.

Isolamento

Se vemos que as mordidas não param apesar das ordens anteriores vamos passar para algo mais ressonante e você não vai gostar de nada: isolá-lo no transporte.

Se seu furão está mexendo e se divertindo em casa e te morde, castigá-lo meia hora aproximadamente em transporte. Ele não vai gostar disso porque queria brincar e se divertir, então vai pensar duas vezes se te morder da próxima vez.

Nós usaremos o transporte para puni-los, nunca a gaiola.

Seja paciente! Seu furão não vai parar de morder de um dia para outro porque ninguém aprende as regras tão rapidamente. Nós devemos deixe algum tempo, deixe-o entender que o que ele faz não está certo e aprenda a se divertir sem pregar esses dentes pequenos, mas afiados.

Furões têm mandíbulas de animais carnívoros, nada a ver com um roedor.

Como posso limpar meu hamster?

Normalmente, hamsters são animais limpos e podemos ver que eles gastam tempo diariamente para a sua higiene. Não é conveniente lavar hamsters a menos que eles tenham alguma substância tóxica ou prejudicial incorporada em sua pele.

Hamsters Eles são muito sensíveis a mudanças de temperatura e correntes de ar. Se o seu hamster precisar de um banho, recomenda-se não usar água, a menos que seja absolutamente necessário. A água pode remover os óleos naturais da pele e do cabelo, enfraquecendo o sistema imunológico e conseguindo alguma doença.

Nós também podemos pentear o hamster com frequência para ajudar a remover a sujeira do cabelo e manter a pele lubrificada. Isso é feito penteando-se do meio do corpo em direção à cabeça primeiro e depois do meio do corpo em direção à cauda.

Agora vamos detalhar alternativas mais seguras para limpar seu hamster.

Banhe o hamster com areia: Hamsters selvagens usam este método para se limpar usando areia do solo. Para simular essas condições em casa, vamos comprar areia de chinchila e vamos colocar a areia em um recipiente. Podemos colocar o recipiente dentro de sua gaiola ou se for muito grande, vamos pegar o hamster e colocá-lo no recipiente para começar a cavar e virar. Desta forma, eles removem a sujeira que carregam na pele e nos cabelos. Quando estiver pronto, removemos o recipiente e, se o deixarmos em sua gaiola, devemos garantir que ele não seja usado como uma latrina.

Banhe o hamster com um pano úmido ou toalhetes: Há lenços umedecidos especiais para animais, que não contêm substâncias nocivas para eles. Toalhetes para bebés contêm perfumes, detergentes e outros aditivos que podem ser prejudiciais. Por outro lado, podemos usar um pano úmido, mergulhando-o em uma tigela com água morna e algumas gotas de xampu de estimação (sem espuma). Segure o hamster na palma da sua mão e, com o pano e os toalhetes, friccione de frente para trás, evitando o contato com os olhos e o nariz. Depois de terminar o atrito, o hamster deve ser seco com uma toalha.

Banhe o hamster com água: Só pode ser considerado quando absolutamente necessário, por exemplo, se tiver sido corado com tinta, detergente ou alguma outra substância tóxica. Seu processo natural de limpeza (lambendo a pele) é perigoso, pois pode ser ingerido e intoxicado.

Agora nós explicamos como dar banho no hamster passo a passo:

Enchemos um recipiente com 2 cm de água morna / quente.

Molhe-o, tomando cuidado para que a água não caia no seu rosto. Esfregue-o com um pano úmido ou uma escova macia.

Se a substância tóxica ou pegajosa não sair com água sozinha, precisamos de xampu para animais de estimação. Esfregue-o e tente não tocar a espuma nos seus olhos e nariz.

Lave o hamster, despeje a água morna até que os restos do shampoo sejam completamente removidos.

Para secar o hamster, use um pano macio e limpo. Cubra-o completamente tocando ou esfregando-o. Se você esfregar na direção do crescimento do cabelo e suavemente.

Depois de seco, devolva-o à sua gaiola para descansar. Certifique-se de ter substrato suficiente para aquecer e coloque a gaiola em um local quente, sem correntes. É importante que você lhe dê um prêmio.

Outras soluções: Se, por exemplo, ele tiver plasticina, goma de mascar ou cola incorporada, você pode cortar o fio do cabelo afetado. Esta é uma solução mais eficaz que as anteriores. Desta forma, você não corre o risco de pegar um resfriado e seu cabelo crescerá e ficará como antes.

Doenças do hamster

Hamsters podem ser afetados por vários tipos de doenças, muitas delas semelhantes às que nos afetam. Para evitar doenças ou problemas de saúde, é importante fornecer comida adequada e uma dose diária de exercício físico. Devemos conhecer os sintomas para agir o mais rapidamente possível ou ir ao veterinário para avaliar um diagnóstico claro.

Neste post mencionamos as doenças que afetam hamsters:

Frio:Se a gaiola do hamster estiver em local frio ou com rascunhos, não é um local apropriado. Sendo sensível às mudanças de temperatura, elas podem resfriar. Os sintomas de um hamster frio são chiado, nariz molhado, falta de ar, espirros e também costumam ter uma posição inclinada quando se sentam. Se o seu hamster tiver um resfriado, a gaiola deve ser colocada em local seco e quente. Uma dieta suave é a mais conveniente quando eles têm resfriados.

Obesidade:Uma dieta incorreta e falta de exercício físico irá gerar obesidade no hamster. Além disso, um hamster obeso também se torna mais preguiçoso. Em caso de excesso de peso, você tem que manter uma dieta equilibrada, aumentando as porções de frutas / vegetais. Substitua os prêmios, em vez de guloseimas, dê legumes frescos. Faça-o aumentar o exercício físico, correndo na roda, circulando em casa dentro da bola ou correndo ao redor de uma sala.

O peso aproximado de cada raça de hamster é:

Hamster Dourado: 140-200 gramas

Campbell Hamster: 30-50 gramas

Hamster russo: 21-26 gramas

Rovorovski Hamster: 20-25 gramas

Hamster chinês: 30-45 gramas

Diabetes:Diabetes se manifesta em hamsters com tremores, altos e baixos súbitos de peso, beber e urinar excessivamente, dormir mais do que o habitual, exercício excessivo e perder a pele no estômago e nas mãos. Esta doença ocorre em todas as raças de hamster, embora os anões de Campbell sejam geneticamente predispostos.

Se você observar algum comportamento que possa indicar que você tem diabetes, você deve consultar um veterinário. Embora não tenha cura, pode tomar medidas para melhorar a qualidade de vida do hamster. Evite alimentos processados, alimentos doces e frutas frescas, ricos em frutose (milho, ervilhas) e, por sua vez, aumente a proteína (cenoura, batata, ovo cozido, sementes).

Cauda molhada:É uma infecção bacteriana que os hamsters sofrem e que causa diarréia extrema. Uma dieta desequilibrada e estresse também ajudam no aparecimento da doença da cauda molhada. Os sintomas são que o hamster come pouco e se move muito devagar e a área da cauda e ânus fica pegajosa e úmida. Com os primeiros sintomas, é necessário isolar o hamster doente dos outros hamsters, uma vez que ele pode se espalhar e desinfetar bem a gaiola. Você tem que ir ao veterinário quando você detectar os sintomas, lá eles administrarão o tratamento apropriado.

Como a desidratação é a principal causa de morte, é importante fornecer líquidos e uma dieta balanceada. Alimentos liquefeitos e vegetais são perfeitos, e se você não quiser comer, pode tentar adoçar com mel e ver se desperta o apetite.

Doenças da pele:Hamsters são afetados por diferentes tipos de bactérias, fungos e parasitas que danificam a pele e pele. Sintomas comuns de problemas de pele são vermelhidão da pele, perda de cabelo, feridas, pele seca e coceira. Em seguida, comentamos o mais importante.

Ácaros:Os ácaros são pequenos parasitas que se alojam na pele e produzem coceira. Por causa da coceira o hamster coça muito, produz ansiedade e irrita a pele. Seu cabelo pode cair. Estresse, falta de higiene ou má alimentação podem ser a causa deste problema no hamster. Existem sprays anti-ácaros, pode ser aplicado no cabelo e pinho com um pequeno pente ou escova de dentes.

Alergias:A ingestão de alimentos, dieta inadequada ou contato com algumas substâncias pode causar alergia. É detectado a olho nu com vermelhidão da pele, feridas, queda de cabelo ou pele seca. Hamsters geralmente têm reações alérgicas ao cedro, então chips deste material não são recomendados.

Se você observar algum sintoma de alergia, você deve descobrir o motivo que o gera. Pode ser algum alimento, produto de limpeza, desodorantes, plantas ...

Uma vez que o alérgeno foi detectado, ele deve ser removido completamente do habitat do hamster.

Se nenhuma melhora for observada, é melhor consultar um veterinário. Depois de fazer um diagnóstico, você receberá o tratamento adequado e outras possíveis doenças serão descartadas.

Pele oleosa:Se um hamster tem pele oleosa, pode ser um sinal de doença, uma vez que pode ser devido a um estado de letargia. É também porque a sua cama não está limpa ou não é trocada semanalmente, pelo que a sua pele absorve a sujidade. Existem hamsters com pele oleosa devido aos seus genes. Hamsters Roborovski têm uma tendência a ter pele oleosa quando eles são velhos.

Abscessos:Eles são solavancos subcutâneos que podem aparecer em qualquer parte do corpo do hamster. Eles podem ser o resultado de uma infecção bacteriana que entra no corpo através de uma ferida. Um sintoma é inflamação, sendo capaz de quebrar e liberar pus. Você tem que ir ao veterinário para drenar o abscesso e limpá-lo.

Em hamsters com idade avançada, um caroço pode ser um pouco mais perigoso e pode ser um tumor. Portanto, é conveniente que, assim que localizarmos um pacote, procuremos um especialista.

Micose:Se o seu hamster tem cabelo careca, é muito provável que ele tenha micose. É um fungo que cresce na pele, cabelo e unhas do hamster, gerando uma infecção da pele. Além da calvície, é representada como manchas avermelhadas com relevo e descamação que podem ser supuradas. Unhas de hamster com micose também parecem descoloridas. Você tem que ir ao veterinário para prescrever alguns medicamentos com griseofulvina e xampu antifúngico. Você deve usar luvas Para tocar um hamster com micose.

A gaiola deve estar sempre limpa e arejada, pois este fungo prolifera melhor com alta umidade. Gaiolas fechadas não são uma boa opção.

Bolinhas:Se você perceber que seu hamster saiu, você não precisa ficar alarmado. Moles geralmente aparecem devido à idade, com a idade avançada é mais comum.

Problemas intestinais ou doenças:Diarréia e constipação são os distúrbios mais comuns do intestino do hamster. Cuidando da alimentação do hamster, alguns deles podem ser evitados, embora outros sejam contraídos por bactérias. A continuación mencionamos algunas de ellas.

Enfermedad de Tyzzer:Es una enfermedad digestiva que la causa la bacteria Clostridium piliforme, teniendo muchas coincidencias con la enteritis proliferativa (diarrea). Se contrae cuando los hámsters se comen las heces que contienen las bacterias. Es más común en los hámster jóvenes. Puede ser muy contagiosa, ya que las bacterias pueden formar esporas y se pueden extender por el hábitat o medio ambiente. Hay que limpiar y desinfectar la jaula, y si hay otros hámsters es recomendable que no tengan contacto hasta que esté todo limpio.

Estreñimiento:El estreñimiento es una obstrucción del intestino que puede generar malestar abdominal, y consecuentemente dejar de comer. Puede ser causada por no ingerir suficientes líquidos o por que no ingiere suficientes verduras o frutas en su dieta. Una dieta con alto contenido en fibra evitará estreñimiento en el hámster. También puedes darle alguna gota de aceite de oliva, esto le ayudará a expulsar la obstrucción.

Prolapso rectal:Se reconoce un prolapso rectal cuando parte del recto sale por el ano del hámster. Esto puede ocurrir después de un caso severo de diarrea, estreñimiento o cola mojada. Hay que acudir al veterinario para que realice una cirugía.

Piedras en la vejiga:Los síntomas cuando un hámster tiene cálculos en la vejiga se manifiestan con dolor, dificultad para orinar y gotitas de sangre en la orina. Las hojas de diente de león ayudan a aumentar la cantidad de orina para así poder expulsar los cálculos. Las verduras o alimentos empapados con agua o zumo de fruta también ayudan a aumentar la cantidad de orina. Un aumento de la vitamina C en su dieta también reducirá la producción de cálculos en la vejiga.

Piometra:La piometra es una infección del útero, por lo que afecta a los hámsters hembra. Se manifiesta con secreción y orina con sangre e hinchazón abdominal. Esta enfermedad resulta mortal si no se trata, por lo que hay que acudir al veterinario para que evalúe la situación. En muchos casos, la única solución es extirpar el útero. La intervención quirúrgica prevendrá la rotura uterina y eliminará la infección y el riesgo de volver a tenerla.

Enfermedades de la vista:Hay que revisar periódicamente que los ojos no tienen legañas, no han aumentado de tamaño o tienen un color extraño ya que son síntomas de alguna afección. Los problemas más comúnes son cataratas, conjuntivitis o el glaucoma.

Conjuntivitis:Es la inflamación de la membrana conjuntiva del ojo (parte interna de los párpados), que hace que los ojos estén pegajosos. Algunos síntomas son enrojecimiento de los ojos, lagrimeo, legañas, aumento de los ganglios y frotamiento de ojos. La conjuntivitis la causan las reacciones alérgicas a lechos, una infección bacteriana, picaduras o alguna lesión interna. Hay que acudir al veterinario para que recete algún antibiótico o tratamiento. Podemos usar agua caliente y fricciones para eliminar la costra alrededor de los ojos o párpados.

Cataratas:Las cataratas suelen aparecer en la vejez del hámster, aunque también son un efecto secundario de la diabetes. Se producen cuando el cristalino del ojo se pone blanco y turbio, que consecuentemente el hámster pierde visión. Conforme avanza la enfermedad, la visión será más pobre ya que no existe tratamiento. Puesto que naturalmente la visión del hámster es muy pobre, no impide su movimiento, siempre que esté en el mismo nivel. Es bueno usar una jaula que tenga solo un nivel, para evitar caídas.

Glaucoma:Se manifiesta con un aumento de tamaño o hinchazón de los ojos. Puede deberse a un mal manejo del hámster, por peleas o por apretar con fuerza en el pescuezo cuando lo cogemos. Para tratar un glaucoma hay que acudir al veterinario cuanto antes, puede que si es demasiado tarde tengan que extraer el globo ocular.

Accidente cerebro vascular:Se manifiesta si aparentemente ves al hámster con la cabeza inclinada a un lado o anda desequilibrado. Aunque estos síntomas también podrían ser causa de una infección respiratoria o del oído. Suele darse en hámsters con edad avanzada y durante la noche. Otra causa de accidente cerebrovascular puede ser el calor excesivo, así que su temperatura idónea es de entre 18ºC a 26ºC.

Incluso después de un accidente cerebrovascular, la vida del hámster puede ser normal. Aunque en algunos casos la inclinación de la cabeza puede permanecer. Si queda alguna secuela, lo más lógico es usar una jaula que solo tenga una planta para evitar accidentes y facilitar el acceso a la comida y la bebida.

Problemas en los dientes:Los dientes de los hámsters son una herramienta muy valiosa. Si observas que los dientes tienen roturas puede ser a que la dieta sea baja en calcio y estos se debilitan. Siempre debe tener juguetes para roer, ya que los dientes nunca dejan de crecer. Si los dientes se hacen muy grandes pueden generar heridas en la boca o mandíbula y el hámster podría dejar de comer.

Problemas en las uñas:El principal problema con las uñas, es cuando éstas se caen o están débiles debido a la falta de proteína en la dieta. La falta de proteína también puede generar caída de pelo, falta de crecimiento e infertilidad. Si se da éste caso, puedes añadir en su dieta habas, queso, guisantes y soja ademas de una dieta equilibrada y sana.

Otro problema que afecta a las uñas es su largura y su forma. Nunca se deben cortar las uñas de un hámster, a no ser que éstas se estén doblando o retorciendo. Para cortar las uñas, debes usar un pequeño corta-uñas especial para pequeños animales o cachorros. Un consejo para mantener la forma natural de las uñas es poner una piedra en la jaula para que el hámster ande pon encima y rasque.

Cáncer:A menudo es una enfermedad tratable, aunque después de eliminar los tumores pueden volver a crecer. Se diagnostican debido a pequeños bultos que salen, y se diferencian en tumores internos o tumores externos. Las probabilidades de padecer cáncer aumentan conforme avanza la edad del hámster.

Los tumores internos son más difíciles de identificar, y sus síntomas vienen acompañados de pérdida de peso, letargo, apatía y algún pequeño bulto. Sin embargo, los tumores externos se detectan fácilmente ya que son bultos duros que crecen rápidamente con el tiempo. En ambos casos es necesaria una intervención quirúrgica y tratamiento. Cuanto antes se practique, más probabilidad de tener un tratamiento con éxito.

Quistes:Son cavidades llenas de líquido y aveces acompañadas de material semi-sólido o aire. La zona a la que afectan los quistes está más hinchada. Un veterinario debe drenar el quiste y tratarlo, aunque con el tiempo puede volver a aparecer.

Quistes ováricos:Se dan en las hembras que nunca han dado a luz. Sus síntomas son flujo vaginal con sangre y aumento de tamaño del vientre. Detectados estos síntomas, hay que acudir al veterinario para que extraiga los quistes con una histerectomía.

Convulsión:Se trata de una enfermedad hereditaria y si es detectada, estos hámsters no deben tener descendencia. Sus síntomas son temblores en las patas y movimientos sin control. Abren la boca y suelen dejar la lengua de fuera, la mirada parece opaca y en ocasiones pueden tener diarrea o hacer pis sin control.

No existe ninguna cura o solución, lo único que se puede hacer es tratar de tranquilizar al hámster. Debes mantener la calma y hablar con una voz tenue, puedes poner la mano alrededor de la jaula para que detecte tu olor y ayude a calmarse.

Curiosidades de los hámsters

  • El nombre hámster proviene del alemán hamstern que significa almacenar. Ya que estos pequeños guardan su comida en los sacos bucales.
  • Aproximadamente en 1930 comenzó su domesticación, cuando un zoólogo encontró una madre y sus crías en el desierto de Aleppo (Siria).
  • Los hámsters viven un promedio de 3 años, aunque pueden durar entre año y medio y 4 años.
  • El periodo de gestación dura 16 días y la camada puede ser de entre 4 y 12 crías.
  • Pueden comenzar a reproducirse a partir de los 45 días de vida.
  • Se dice que una hembra fértil está en un ambiente con temperaturas altas parirá más machos que hembras. Por lo contrario, si está en un ambiente de temperaturas bajas parirá más hembras que machos.
  • No distinguen colores ya que ven en blanco y negro y su campo de visión sólo alcanza unos 15 cm de largo.
  • Frotan sus glándulas contra objetos para dejar su olor y así reconocer el camino por donde han pasado.
  • Sus dientes siempre están creciendo.
  • En libertad, la madriguera de los hámsters se encuentra bajo tierra. Pueden estar entre 1-2 metros de profundidad y tener hasta 10 metros de extensión.
  • Según dicen, son capaces de recordar su nombre y reaccionan cuando se les llama.
  • Son omnívoros, pueden comer tanto alimentos vegetales como animales.
  • Un dato interesante es que son animales nocturnos, pero en cautividad se les ve activos también durante el día.
  • Los hámsters son muy territoriales, esto puede causar peleas.

Jaulas para hámsters

Es muy importante elegir una jaula para hámster que se adapte a sus necesidades. Lo principal es saber cuánto va a crecer, y comprar una jaula de hámster concorde a su tamaño. Es preferible tener una jaula espaciosa ya que debemos poner bastantes enseres (comedero, bebedero, rueda, cama, tubos, letrina).

Las paredes de la jaula debe ser de barrotes de metal horizontales y con una separación entre barrotes de unos 0´60 cm así evitamos que pueda sacar la cabeza y al ser abierta mejora la ventilación. El suelo de la jaula debe ser de plástico y que no tenga barrotes ya que puede quedarse atrapado de alguna pata y lastimarse.

Es necesario meter dentro algunos accesorios para su día a día pero también debemos dejar espacio para desplazarse y se mantenga activo. Un plato para usar de comedero y que esté cercano a su casita o nido. El bebedero de tipo chupete es la mejor opción, así no se moja el suelo. Una casita para usar a modo de madriguera y que pueda dormir y esconderse cuando se sienta vulnerable. Y por supuesto no puede faltar una rueda para corretear y andar.

El suelo debe estar cubierto por un lecho o sustrato. Son animales que les encanta excavar y por lo tanto no puede faltar. Existen varios tipos en el mercado (papel reciclado, aserrín, virutas de madera, alfalfa, pacana, maíz), pero no debemos poner paja o virutas de cedro ya que son perjudiciales.

Transportín para hámsters

A la hora de hacer viajes de poca duración y no queremos llevar la jaula, podemos utilizar los transportines pensados para estos casos. Son ideales para visitas al veterinario y viajes. Suelen estar fabricados de plástico y llevan asas para poder agarrarlos cómodamente. Tienen rendijas para la ventilación, pero como inconveniente es que no suelen tener espacio para poner comederos, bebederos ni juguetes. Solo hace falta poner sustrato y algo de material para que fabrique su cama, y algo de comida suelta.

Existen distintos modelos y tamaños de transportines, con lo cual debes elegir el que mas te guste y mejor prestaciones te de. Pincha aquí para encontrar transportín para roedores.

¿Cómo limpiar la jaula del hámster?

Si tu hámster huele mal no implica que debas bañarlo, mejora la limpieza de su jaula. Por naturaleza los hámsteres no son animales sucios, podemos verlos varias veces al día limpiándose con sus patitas. Sin embargo somos nosotros quienes somos responsables de limpiar su jaula, bebedero y juguetes.

Para tratar de garantizar la limpieza y que el hámster no enferme debemos limpiar una vez por semana la jaula. Empezando por los comederos y los bebederos usamos agua caliente con jabones suaves de uso veterinario para desinfectar los recipientes. Para limpiar los barrotes de la jaula usaremos un cepillo y así eliminaremos la suciedad y otros parasitos o microorganismos. Si no desaparece toda suciedad, hay que sumergir la jaula en agua caliente para facilitar la limpieza.

Hay que retirar la arena, viruta o el heno del fondo de la jaula así como también las deposiciones para que no se conviertan en una fuente de infección. Usando agua caliente para desinfectar el fondo y si hay suciedad agarrada usamos una espátula y un cepillo de dientes. No hay que usar productos muy fuertes o agresivos, ya que su olfato es muy sensible y los limpiadores químicos dejan un potente rastro de olor.

¿Cómo diferenciar el sexo de los hámsters?

Los hámsters alcanzan la madurez sexual muy temprano, a los 35 días y en los adultos es más fácil su distinción. Una pista evidente es que los machos suelen ser mas grandes que las hembras, pero puedes fijarte en la parte inferior de la cola. Para determinar el sexo de los hámsters tienes que esperar al momento oportuno. No les gusta estar panza arriba, por lo que es bueno escoger un momento en el que esté relajado para que no nos muerda.

  1. Lo primero trata de acariciarlo y darle algún alimento para que se sienta cómodo y relajado. Si está dormido o lo notas nervioso es mejor que lo intentes otro momento.
  2. Debes anticipar una posible caída. Colocando una toalla debajo o algún objeto acolchado para evitar lesiones, ya que es algo que les incomoda. La forma más correcta de cogerlo es colocando la palma de la mano bajo su cuerpo y con la otra cógelo por la piel de entre los omóplatos, de esta forma evitaras que te muerda.
  3. Coloca al hámster boca arriba sujetándolo bien por la parte del lomo. Observa su parte trasera, en la parte inferior de la cola. Los machos tienen entre el ano y el órgano sexual una distancia mayor que la que las hembras, que están casi pegados.
  4. En las hembras también se pueden ver dos líneas de mamas en el vientre.
  5. Otra diferencia significativa es que los machos tienen unos testículos prominentes y se aprecia en la parte trasera que tiene dos bultos.

Aquí dejo un pequeño video que aclara como saber si un hámster es macho o hembra.

Pin
Send
Share
Send
Send