Animais

Recomendações para uma melhor visita

Pin
Send
Share
Send
Send


29 de 44 visitantes acharam esta informação útil.

Você diz que faz isso para seus filhos e, enquanto isso, aproveita-os ao máximo! E é que os muitos zoológicos da Holanda são lindos, educativos e, especialmente, na primavera estão cheios de novas vidas.

  • Admire os enormes ursos panda no zoológico de Ouwehands Dierenpark.
  • Visite o zoológico Artis di Amsterdam, o jardim zoológico mais antigo da Islândia.
  • Faça um safari e desfrute de tudo selvagem na Holanda.

A primavera é o momento ideal para visitar a Holanda com crianças. Está de novo ensolarado, as praias estão cheias de gente e a natureza floresce novamente. Como acontece nos muitos belos jardins zoológicos da Holanda, desde lá os animais também deixam suas tocas. Alguns acordam de sua hibernação e outros deixam o ovo.

Artis em Amsterdã

Como por exemplo em Artis, localizado em Amsterdã, o zoológico mais antigo da Holanda. Além de ter um esplêndido aquário, um planetário e um museu zoológico, em Artis existem inúmeros animais que têm jovens neste momento. E se isso não bastasse, na primavera você pode fazer muitas coisas. De teatro, música a palestras. Para você e seus filhos, será uma festa!

Pássaros, borboletas e peixes

Além desses grandes zoológicos, há também muitos parques especializados. Belos aquários como o Sea Life Scheveningen ou o Zeeaquarium de Bergen aan Zee, o fantástico Harderwijk Dolphinarium e muitos jardins de pássaros e borboletas com os exemplares mais excepcionais. Toda uma série de divertidas excursões para ir com as crianças, especialmente na primavera.

Quer ver como a Holanda floresce nesta primavera? Reserve seu ingresso agora em um desses zoológicos.

Atividades antes da visita ao zoológico

  1. Incentive o grupo a escrever o que eles esperam de sua visita ao zoológico.
  2. Discuta com o grupo suas opiniões sobre a existência de zoológicos e como o Zoológico de Barranquilla mudou ao longo dos anos.
  3. Discuta com o grupo o tópico Que animais são bons animais de estimação?
    • Peça aos alunos que apontem algumas diferenças entre animais de estimação e animais no Zoológico de Barranquilla.
    • Discuta com os alunos por que animais selvagens não devem ser usados ​​como animais de estimação.
  4. Mostre as fotos do grupo de animais e faça exercícios de retenção de imagem na memória. Discuta certas características observáveis ​​em um animal.
  5. Mostre as fotos do grupo, desenhos e slides de diferentes animais. Discuta certas características que favorecem ou limitam o animal em determinadas situações.
  6. Reunir fotos de animais. Agrupá-los de acordo com critérios diferentes, por exemplo: espécie, tipo de habitat, hábitos e comportamento, etc.
  7. Listar animais de diferentes ecossistemas. Discuta com os conceitos do grupo, como adaptação, sobrevivência, extinção, risco, ameaça, etc.
  8. Solicitar a preparação de notas jornalísticas sobre alguns animais de interesse para os alunos. Enfatize as causas que as ameaçam ou põem em perigo.
  9. Motive a escrita em histórias, poemas ou histórias imaginárias sobre animais de zoológico.
  10. Discuta com o grupo como os animais do zoológico são tratados e por quem são tratados.

Nosso aplicativo móvel

Viaje pelos cinco continentes e aproveite ao máximo sua visita com nosso aplicativo gratuito para dispositivos móveis. Disponível para iOS e Android.

Conheça as nossas tarifas nas diferentes categorias e não se esqueça de que pode obter descontos com o seu bilhete online.

Onde fica o zoológico de Madri

Ele Zoológico Aquário de Madri está na Casa de campo, na área sudoeste da cidade. Há uma entrada diretamente da A-5, a rodovia Extremadura, na saída de Madri, no auge de Aluche. O sinal tem um elefante desenhado, não tem perda. Neste mapa você pode ver a situação dele e calcular sua rota para ele:

Ao lado do zoológico há um grande estacionamento na entrada (onde geralmente há muitas “gorrillas”, por sinal), o que o torna muito acessível. Na verdade, existem algumas linhas de metrô que tem estações muito próximas do acesso ao zoológico, então você nem precisa entrar carro.

Como planejar uma visita escolar a um zoológico

As visitas de grupos escolares aos Zoológicos destinam-se a complementar as atividades educativas da sala de aula. Estes devem ampliar e incentivar o interesse dos alunos em uma determinada unidade de estudo. Oferecemos um guia prático para planejar uma visita útil.

Autor: EDUTEKA

VISITAS À ESCOLA NO ZOO


Os jardins zoológicos mudaram ao longo do tempo, tanto na missão como na apresentação. Originaram-se como centros recreativos onde uma variedade de animais, geralmente exóticos, eram expostos em pequenos recintos desagradáveis, tanto para o animal como para o público, e o visitante era pouco informado sobre as características de cada espécie. A tendência atual é apresentar os animais da maneira mais natural possível, imitando o habitat ou ecossistema de onde provêm, associado à flora nativa e fazendo com que o visitante sinta que está imerso no mundo animal.

No entanto, a maior mudança ocorreu na missão e objetivos que os Zoológicos têm agora, desde que passaram de centros recreativos a organizações importantes dedicadas à conservação da biodiversidade por meio de pesquisa e educação.

A pesquisa zoológica se concentra principalmente em temas como nutrição, enriquecimento ambiental, fisiologia, comportamento, reprodução, biologia da conservação, os resultados dessas investigações são aplicados ao manejo de populações selvagens, repovoamento, reintrodução de indivíduos em seus habitats naturais, entre outros.

A educação ambiental nos Zoológicos, é uma oportunidade única e fascinante de ensinar sobre a biodiversidade, a singularidade de cada espécie, as maravilhosas adaptações que cada um tem, o importante papel que cada um desempenha dentro da rede da vida e do nosso próprio responsabilidade no cuidado e manutenção do meio ambiente.

Para zoológicos, escolas e faculdades são um setor muito importante do público visitante. Por isso, dedicam grandes esforços para desenvolver estratégias conjuntas que permitam ao Zoológico ser um pilar de apoio aos professores em seu trabalho. A visita guiada é uma das estratégias que os grupos educativos oferecem aos grupos escolares com o objetivo de complementar as atividades escolares e ampliar e estimular o interesse dos alunos na unidade de estudo pretendida. Portanto, espera-se que os professores planejem cuidadosamente essas visitas, a fim de ajudá-los nessa tarefa, apresentamos abaixo as sugestões adaptadas do “Guia para Professores” oferecido pela Unidade de Educação do Zoológico de Cali:


PLANEJAMENTO DE VISITAS
Nesta fase você deve:

Agende a visita com antecedência.

Pesquise na Internet se o Zoológico que você planeja visitar
Página da web onde você pode encontrar informações valiosas (no final deste documento você encontrará uma lista de sites).
Verifique se o zoológico tem um departamento de educação que pode ajudá-lo a planejar a visita.
Descubra se descontos são concedidos a instituições educacionais.
Verifique o número de alunos recomendado por cada adulto acompanhante.
Investigar se um workshop de professor é oferecido (antes da visita).
Verifique se o Zoológico oferece material de apoio para a visita.
Se possível, visite o Zoo anteriormente, documente sobre as espécies exibidas.
Descubra se o serviço de guia é oferecido.

Número de alunos por guia
Custo do serviço de guia.
Com que antecedência este serviço deve ser reservado?

Pergunte se os ingressos podem ser comprados com antecedência, a fim de evitar atrasos no dia da visita.
Informe os alunos que nenhum alimento ou bebida deve entrar no zoológico.
Descubra se o zoológico tem um serviço de cafeteria.

Preço das entredías.
Estes devem ser reservados com antecedência?

Informe os alunos a usar roupas confortáveis ​​e livres de elementos que interfiram no desenvolvimento adequado da visita.
Confirme a visita com a devida antecipação.

ATIVIDADES DE VISITA ANTERIORES
Na sala de aula, antes de ir ao zoológico você deve:

Prepare e motive os alunos a aproveitar ao máximo a visita.
Identifique o conhecimento que os alunos têm sobre o Zoológico e o trabalho que ele realiza.
Descubra quais perguntas ou dúvidas os alunos têm em relação à visita.
Explique aos alunos os objetivos da visita.
Explique as atividades a serem realizadas antes, durante e depois da visita. Essas atividades devem ser exploratórias, tanto educativas quanto recreativas, que estimulem a curiosidade e a criatividade.
Visite os sites de vários zoológicos (no final deste documento, você encontrará uma lista de sites).
Promover pesquisas sobre a conservação dos ecossistemas.
Explique as regras de comportamento no zoológico e em lugares públicos.
Fale sobre temas relacionados à vida selvagem, doméstica, nativa, exótica e endêmica.
Gerar um debate sobre o tráfico de animais silvestres, animais em extinção, bioindicadores, destruição de habitats naturais, relacionamento com plantas animais, etc.
Se o zoológico que você vai visitar tem uma página da Web, é muito certo que você pode encontrar o seu mapa lá, explicar a rota para os alunos.
Se você já visitou o zoológico, recapitule essa experiência.
Lembre aos alunos que não há apenas animais no zoológico. Nele você pode encontrar diferentes variedades de plantas e árvores.
Explique aos alunos se eles devem trabalhar individualmente ou em equipes.

Quando você chegar ao zoológico
Você deve:

Peça ao motorista para parar o ônibus na área demarcada para que os alunos saiam e pergunte qual área do estacionamento o ônibus pode localizar. Defina com o motorista uma hora de partida para esperá-los no mesmo local, para que eles não tenham que passar pelo estacionamento e se exporem a um acidente.
Chegue às bilheterias com o número exato de alunos, professores e acompanhantes. Para evitar atrasos e confusão, já comprou ingressos ou o dinheiro correspondente em mãos.
Lembre aos alunos que o acompanhante adulto designado para cada grupo será o líder e que eles devem permanecer com ele.
Se um workshop foi solicitado como complemento da visita, cancele o valor e informe ao gerente que eles já estão no zoológico.

REGRAS DE COMPORTAMENTO
Durante a visita, é importante que os alunos cumpram alguns padrões de comportamento. Exponha-os e explique sua razão de ser.

Evite correr e gritar. O objetivo da visita ao Zoológico é observar os animais da maneira mais natural possível, quando eles correm e gritam que eles os assustam e se escondem ou agem de maneira não natural.
Não tente chamar a atenção dos animais batendo no copo, isso os assusta. No aquário, por exemplo, ao bater no vidro, o ruído dentro da água é ampliado e causa danos ao peixe.
Depositar o lixo nos banheiros, para que todos os visitantes encontrem o parque limpo e agradável.
Não alimente os animais. Cada animal tem uma dieta especial, preparada por um nutricionista profissional. A comida oferecida pelo público pode deixá-los doentes e causar a morte.
Respeitar os animais, algumas pessoas atiram objetos para vê-los em ação, devemos entender que os animais têm seu comportamento especial aumentando sua atividade em determinados momentos.
Cuidar de plantas e jardins, eles fazem parte do ambiente dos animais e também uma fonte de conhecimento.
Respeite os limites das exposições. Não suba nas paredes ou coloque as mãos no meio das barras, isso pode ser muito perigoso.

ATIVIDADES NO ZOO
Durante o passeio você deve

Comunique aos guias o que você quer enfatizar, ou se você quer se aprofundar em uma espécie específica, ou, se você quer realizar um workshop, aplique um questionário, ou se você irá pessoalmente guiar seu grupo.
Verifique se as finalidades, metas e objetivos definidos para a visita foram cumpridos.
Evite atribuir atividades em que os alunos devem copiar ou transcrever informações, impedindo-os de ver os animais e aproveitar a estadia (exemplo: copiar nomes científicos, transcrever o texto dos sinais informativos, copiar a revisão histórica do Zoológico, etc.).
Visite o parque em sua totalidade quando o grupo estudantil comparecer pela primeira vez.
Peça que eles se concentrem em algum tópico quando o grupo de alunos já visitou o Zoológico:

Reconhecimento de grupos de animais (mamíferos, répteis, aves, anfíbios, peixes).
Tipos de ração animal.
Relação planta-animal.
Habitat diferente dos animais.
Conservação de habitats e ecossistemas
O papel do homem na biologia da conservação.

Verifique se os alunos passam o tempo observando atentamente os movimentos dos animais, alimentos, características, comportamentos, flora, para que possam interpretar o que foi visto e analisar os conhecimentos adquiridos.
Ofereça aos alunos a liberdade e a confiança para fazer perguntas à equipe do Zoológico, eles estarão dispostos a resolver suas preocupações.

RECOMENDAÇÕES PARA VISITAR UMA BORBOLETA.
Alguns Zoológicos e Jardins Botânicos oferecem aos seus visitantes a possibilidade de observar em seu habitat um dos grupos de insetos mais atraentes pela cor e pelo vôo. Antes de entrar em um jardim de borboletas, explique aos alunos que:

Borboletas são frágeis e podem ser feridas, evite pegá-las e bater nelas.
As borboletas alimentam-se do néctar das flores e depositam seus ovos nas plantas, não as iniciam nem pise nelas, podem impedi-las de se reproduzir.
Você deve fechar as portas para que elas não escapem.
Copos de pupários e vitrines devem ser atendidos, é melhor não tocá-los.
Os Butterfly Bodies são dotados de uma série de elementos educacionais interativos, permitindo que seus alunos os explorem e tirem suas próprias conclusões.

ATIVIDADES APÓS A VISITA
Uma vez na sala de aula, integre e analise as experiências e tire conclusões com seus alunos. Esta última etapa visa dar coerência às informações coletadas, integrar conhecimentos e permitir o alcance dos objetivos de aprendizagem:

Converse com os alunos sobre suas experiências (o que eles mais gostaram, o que eles menos gostaram, que eles melhorariam no Zoológico, o animal favorito e por que, etc.).
Criar um espaço de debate e discussão sobre o que foi aprendido durante a visita, não só sobre os animais, mas também sobre tudo o que se observa.
Se a saída tiver um tópico específico, faça perguntas sobre isso e permita que eles tirem suas próprias conclusões.
Peça-lhes para fazer modelos, outdoors, peças de teatro, fantoches, entre outros. Use materiais e materiais didáticos para tornar suas aulas interativas.
Realizar oficinas recreativas de acordo com os objetivos da visita.

As oficinas recreativas são voltadas para uma experiência prática e um momento de reflexão ou busca a partir da abordagem de animais ou plantas. Se possível, faça o workshop no local da visita. Alguns zoológicos têm sites adequados para realizá-los.

Ao projetar um workshop, garanta que os seguintes objetivos sejam alcançados:

Educacional Através das atividades o aluno expande seu conhecimento e obtém uma nova atitude que lhe permite "Aprender a Aprender" e "Aprender a Ser".
Ativo O protagonista é o aluno, não o professor.
Brincalhão. Isso gera prazer e prazer e não se torna mais uma classe.
Integrador De várias disciplinas, como arte, espanhol, ciências sociais e naturais, etc.
Motivador Que o aluno possa desenvolver sua capacidade criativa e suas próprias alternativas para enfrentar os problemas.
Sensibilizador Por ter uma maior abertura para outras realidades.
Ambiental Esta é uma oportunidade única e fascinante para ensinar sobre a biodiversidade, a singularidade de cada espécie, as maravilhosas adaptações que cada um tem, o importante papel que cada um desempenha dentro da rede da vida e nossa própria responsabilidade no cuidado e manutenção. do meio ambiente
Socializador O workshop é desenvolvido como uma atividade em grupo, destacando habilidades e habilidades individuais para acomodar um plano aberto para uma competitividade saudável.

ALGUNS ZOOLÓGICOS DA COLÔMBIA
• Zoológico de Cali http://www.zoologicodecali.com.co
• Zoológico de Barraquilla http://www.zoobaq.org
• Zoológico de Santa Cruz (Cundinamarca) http://www.zoosantacruz.org/
• Zoológico Matecaña (Pereira) http://risaralda.com.co/pereira/zoologico/

CRÉDITOS:
Artigo elaborado pela EDUTEKA com material retirado do "Guia para Professores" oferecido pelo Zoológico de Cali.
O Zoológico de Cali é uma organização sem fins lucrativos cuja missão é “Promover a conservação dos ecossistemas colombianos por meio de educação e pesquisa, por meio de programas que estimulem uma relação harmoniosa e sustentável com a natureza. Atualmente, o Zoológico de Cali é líder nacional e latino-americano em programas de pesquisa e educação para a conservação da natureza. Ele é membro da Associação Colombiana de Parques e Aquários Zoológicos (ACOPAZOA) e da Associação Latino-Americana de Parques e Aquários Zoológicos (ALPZA). A Unidade de Educação do Zoológico de Cali oferece programas que complementam o trabalho pedagógico das instituições de ensino, Telefax 892 7474 Ramal 221.


Publicação deste documento em EDUTEKA: 26 de junho de 2004.
Última modificação deste documento: 26 de junho de 2004.

  • Veja também
  • Tags
  • Recentes

Esta proposta para a área de Educação Ambiental é completamente transversal e articula questões ambientais com a integração das TICs, buscando facilitar a confluência de perspectivas para abordar pedagogicamente a complexidade inerente à relação entre sociedade e natureza. Na busca urgente de uma mudança na percepção de que a crise ambiental representa um desafio para a educação e as TIC, elas oferecem novos e amplos canais de acesso e representação de informações, possibilitando outras formas de compreender o universo natural e social de uma olhada. interdisciplinar

Ambientes de aprendizagem enriquecidos com TICs oferecem inúmeras possibilidades para o ensino da Química. Analisamos uma série de programas e aplicativos que professores e alunos podem usar para: visualizar as moléculas de um composto de forma interativa e tridimensional, realizar práticas em laboratórios virtuais e usar tabelas e calculadoras periódicas que ajudam a entender melhor os vários tópicos deste assunto.

O programa Small Scientists propõe que as crianças aprendam as ciências usando a investigação, que é uma das estratégias utilizadas pelos cientistas. Com essa metodologia, eles adquirem conhecimentos e habilidades científicas, realizando experimentos em situações que surgem na vida cotidiana. Este documento descreve o programa e suas principais características, oferecendo uma maneira divertida e motivadora de aprendizado.

O Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA), patrocinado pela UNESCO e pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), é o mais abrangente e rigoroso programa internacional para medir o desempenho dos alunos e coletar dados sobre ele, sua família e fatores institucionais que podem ajudar a explicar diferenças em seu desempenho.

O Programa de Avaliação Internacional de Estudantes (PISA) é patrocinado pela UNESCO e pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Na primeira etapa desta iniciativa (2000-2001), 43 países participaram do teste de leitura, 42 o fizeram em 2003, o segundo em matemática e 57, em terceiro, na Science, em 2006. Entre os participantes deste último Eles encontram a Espanha, Chile, Uruguai, México, Argentina, Brasil, Colômbia e Portugal.

Programa de Avaliação Internacional de Estudantes (PISA), patrocinado pela UNESCO e pela OCDE. Este artigo oferece a tradução para o espanhol de algumas seções sobre leitura de proficiência do relatório de 2003 publicado por este programa.

Nesta atividade, os alunos do Scratch representam o ciclo da água de forma animada, identificando e explicando os processos que fazem parte dele: evaporação e transpiração, condensação, precipitação e infiltração.

Além do documento escrito por pesquisadores de Colciencias em que eles analisam 6 propostas metodológicas para ensinar Ciências Naturais com um foco de pesquisa e a experiência do Programa Colciencias Waves é contada.

O atual déficit de engenharia na Colômbia e no mundo ocidental é colocado em perspectiva com este artigo de Gonzalo Ulloa, reitor da Faculdade de Engenharia da Universidade Icesi. Ele enfatiza que sem engenheiros, nossos países não podem competir em um mundo cada vez mais globalizado.

Currículo elaborado pela Rede de Assistência Técnica de Links (Ministério da Educação, Chile). Estabelece os conteúdos mínimos das Ciências Sociais que os alunos devem aprender, acompanhados por numerosos projetos de classe em que as TICs são integradas.

As simulações são uma excelente ferramenta para melhorar a aprendizagem e compreensão de conteúdos complexos em algumas disciplinas, especialmente Matemática, Física, Estatística e Ciências Naturais. Estes novos módulos cobrem tópicos de: Ondas, Acústica, Interferência, Luz, Movimento Retangular e Astronomia (constelações). Além disso, você pode encontrar aqui outros módulos para Matemática e Estatística.

Declaração da Associação Nacional de Professores de Ciências (NSTA). Afirma claramente que computadores, software, sensores e sondas, e a Internet, entre outros, devem desempenhar um papel de liderança no ensino e aprendizagem de Ciências Naturais.

A EDUTEKA oferece materiais práticos para realizar a Integração das TIC na área de Ciências Naturais (artigos, ferramentas, projetos de aula e revisões). Incluímos o conteúdo publicado pela EDUTEKA que, em nossos critérios, pode ajudar a cumprir os conjuntos de padrões (quarto a quinto, sexto a sétimo, etc.) estabelecidos pelos MEN. Cada documento está associado aos padrões para os quais ele pode contribuir e nós respeitamos a classificação estabelecida pelos HOMENS no documento original.

A Colômbia é um país rico em diversidade de ecossistemas e modos de vida. Portanto, ACOPAZOA, publicou este livro destinado a educadores ambientais e pessoas que de uma forma ou de outra estão envolvidas com a conservação. Esta publicação visa tornar-se uma ferramenta que contribui para o conhecimento, reflexão e gestão da biodiversidade, para que sejam valorizados e os esforços de conservação. Faça o download gratuitamente em formato PDF.

As visitas de grupos escolares aos Zoológicos destinam-se a complementar as atividades educativas da sala de aula. Estes devem ampliar e incentivar o interesse dos alunos em uma determinada unidade de estudo. Oferecemos um guia prático para planejar uma visita útil.

Pelo oitavo ano consecutivo, a Universidade ICESI e seu Centro Eduteka organizaram o EDUKATIC, a reunião de professores e líderes colombianos interessados ​​em fazer um uso intencional, focado e efetivo das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) nos processos escolares. Acesse as conferências plenárias, conferências paralelas e workshops deste evento.

Uma vez que o respeito pelos direitos autorais é uma questão fundamental quando os textos acadêmicos são produzidos no ensino superior, sua prática deve ser promovida a partir da educação escolar. À medida que os alunos realizam centenas de trabalhos, para diferentes disciplinas e durante diferentes anos escolares, eles podem desenvolver habilidades simultaneamente para usar corretamente trabalhos cobertos por diferentes tipos de licenciamento. Aqui os três tipos básicos para licenciar trabalhos são explicados.

Estes prêmios são concedidos no âmbito do evento anual EdukaTIC. São voltados para professores que, em toda a América Latina, criam novas atividades de aprendizagem, inconcebíveis sem o uso das TIC, bem como em aulas que integram as TIC para promover hábitos alimentares saudáveis. Da mesma forma, os Gerentes de Professores são reconhecidos por liderar e promover tanto a integração das TICs como o desenvolvimento das competências do século XXI nos processos de aprendizagem.

Este curso on-line do tipo MOOC permitirá que os administradores de instituições educacionais, professores e alunos tenham a capacidade de gerenciar a plataforma Moodle de maneira organizada e segura, levando em consideração as melhores práticas para realizar essa atividade e as recomendações fornecidas pelo escritório. de e-learning da Universidade Icesi.

A Cinescuela oferece um amplo catálogo de filmes colombianos por meio de um acordo de licenciamento para facilitar a organização dos cineastas. O conteúdo didático desenvolvido para cada filme visa aproximar os alunos da compreensão da linguagem audiovisual, descrever as realidades do contexto particular de cada filme e ampliar o conhecimento que é derivado de cada trabalho através do uso das TIC.

Este artigo analisa o curso on-line introdutório do code.org sobre Princípios da Tecnologia da Informação, desenvolvido para alunos sem experiência em programação de computadores, mas que vai além do desenvolvimento de habilidades tradicionais de programação.

A fim de ampliar o conhecimento de agentes educacionais da primeira infância, professores, mediadores e pais sobre o uso de novas tecnologias como ferramentas de educação, leitura e leitura na primeira infância, este documento do CERLALC apresenta diferentes perspectivas disciplinares sobre das potencialidades, os possíveis riscos e os aspectos que devem ser considerados para o uso de tecnologias digitais nas práticas de acesso das crianças mais jovens à cultura escrita.

A implementação efetiva do currículo de informática nas escolas do Reino Unido depende de professores bem treinados, mas esse treinamento de professores tem sido um enorme desafio. Este artigo analisa a maneira pela qual a teoria da aprendizagem situada pode explicar como o desenvolvimento profissional implementado no programa Computing at School no Reino Unido funciona de forma eficaz.

Por iniciativa da ITU, uma agência da ONU especializada em Telecomunicações, o Dia Internacional das Meninas em TIC foi realizado anualmente na quarta quinta-feira de abril de cada ano. Esta iniciativa procura criar um ambiente que promova a conscientização entre as meninas e mulheres jovens sobre as vantagens que as levariam a escolher profissões no campo das TIC. Para participar desta celebração, apresentamos uma série de exemplos de atividades e eventos que as Instituições Educacionais poderiam realizar com todos os seus alunos.

Seymour Papert disse que o uso vem antes de entendê-lo para argumentar que as pessoas primeiro aprendem sobre uma ferramenta ou conceito com seu uso e então o entendimento se desenvolve reconhecendo sua experiência e refletindo sobre ela. Natalie Rusk usa essa mesma tese para recomendar aos professores que incentivem seus alunos a mergulhar em um ambiente de programação antes de explicar como funciona.

Neste pequeno artigo, Mitch Resnick, líder da equipe de desenvolvedores do Scratch, nos lembra e explica os quatro princípios básicos que os guiaram desde a primeira versão deste ambiente de programação bem-sucedido: os quatro P's da aprendizagem criativa (Projetos, Paixão, Pares e Hobby).

Tem havido muita conversa sobre a mudança no papel dos professores para passar do sábio no palco para o dos guias ao lado do aluno, mas como esta nova posição parece na prática e como podemos conceituar esse papel para torná-la mais Que provérbio trivial? Nesta revisão sobre o trabalho de Katie Martin, uma série de recomendações é apresentada aos professores que querem criar em suas salas de aula o que ela chama de um ecossistema de inovação.

Com o aumento sem precedentes na disponibilidade de ferramentas e aplicativos digitais oferecidos na Internet, os professores têm acesso a vários deles que podem usar com seus alunos para enriquecer o ambiente de aprendizado de seus assuntos. Este documento, cuja finalidade é evitar ser imobilizado pela enorme gama de ferramentas, propõe ao professor fazer seis perguntas-chave ao avaliar, para fins educacionais, qualquer ferramenta digital ou APP.

Projeto de sala de aula no qual a função matemática do módulo é trabalhada. Promove a conexão com o pensamento computacional através da abstração em sequências como "segunda, terça, quarta-feira" ou "janeiro, fevereiro, março" ou "C, C #, D, D #, E, F." através de um ciclo de números (0, 1, 2, 3).

Este artigo afirma que não apenas os alunos devem ser encorajados a fazer perguntas, mas também a participar na exploração das respostas em si. É assim que eles aprendem a alimentar sua própria curiosidade, uma qualidade que eles precisarão como aprendizes ao longo da vida.

Claudia Urrea, PhD do Laboratório de Mídia do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), investiga maneiras de incorporar o design e a construção de artefatos robóticos e outras TICs na aprendizagem dos alunos e sua contribuição para a melhoria das comunidades rurais.

Nohora Elizabeth Hoyos, diretora da Maloka, e sua equipe, apresentam aos educadores as características e o escopo da Maloka: ferramenta pedagógica

La Red de Educadores de Museos en Lнnea (OME), conformada por docentes, curadores y personal de planta del Instituto Franklin de Filadelfia y el Museo de Ciencias de Londres, lideran actualmente la producciуn de recursos educativos disponibles en Internet apoyбndose en sus propias colecciones.

Proyecto de Clase que busca, especнficamente, que los estudiantes aprendan sobre procesos de reciclaje, mediante la recopilaciуn de informaciуn y conocimientos sobre los desperdicios que se producen en sus casas. Analizan datos con de hojas de cбlculo y realizan grбficos para representar resultados. TIC: Internet (opcional), Hoja de Cбlculo, Presentaciуn Multimedia.

Dada la importancia del Programa Internacional de Evaluaciуn de Estudiantes (PISA), auspiciado por la UNESCO y la OCDE, ofrecemos la traducciуn de algunos apartes sobre Competencia en Matemбticas del informe recientemente publicado por este Programa.

Las visitas de grupos escolares a Zoolуgicos tienen por objeto complementar las actividades educativas del aula de clase. Estas deben ampliar e incentivar el interйs de los estudiantes en una unidad de estudio en particular. Ofrecemos una guнa prбctica para planear una visita provechosa.

Pin
Send
Share
Send
Send